Médico Hercílio Alexandre da Luz Filho é o novo integrante da Academia de Medicina

O presidente da Fundação Pró-Rim, médico nefrologista Hercilio Alexandre da Luz Filho, assume nesta sexta-feira (22) como novo integrante da ACAMESC (Academia de Medicina do Estado de Santa Catarina). Ele vai ocupar a recém criada cadeira 44, que tem como patrono o médico Jeser Amarante Faria, falecido em 1990.

 

A ACAMESC reúne os principais médicos que fizeram a história e contribuíram para o desenvolvimento da medicina em Santa Catarina e no Brasil. Conta com 50 membros titulares, 18 eméritos e 45 patronos.

Para ser admitido na Academia é necessário ter idade mínima de 55 anos, estar formado há mais de 30 anos e comprovar através de currículo ações importantes na sua área de atuação. Joinville conta com três acadêmicos titulares que são José Aluisio Vieira, Ronald Fiuza e Renato Castro, além do emérito Mário Nascimento. Tem como patronos: Walter Ferreira e Harald karmann.

Para Hercilio Alexandre da Luz Filho, é uma honra ocupar o mesmo espaço de médicos renomados e que fizeram a diferença na medicina. “É o coroamento e a realização de toda uma vida profissional”, define o médico.

PERFIL

Hercilio Alexandre da Luz Filho é nefrologista formado pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e exerce a medicina há 35 anos em Joinville. Foi um dos criadores da Fundação Pró-Rim e pioneiro nos transplantes renais em Santa Catarina. Possui importantes publicações científicas voltadas para o tratamento de pacientes renais. Sempre defendeu a aplicação da medicina humanizada. Entre algumas ações importantes, realizou cerca de 1.200 transplantes renais, trouxe para Joinville em 1982 a Diálise Peritonial Ambulatorial Contínua – CAPD, que permite ao paciente dialisar na sua própria residência, técnica de hemodiálise sem uso de anticoagulante. Implantou técnica de hemodiálise contínua em doentes graves internados por longos períodos em UTI. Foi o pioneiro no implante, em Joinville, do cateter chamado de Duplo Lumem, que permite que as diálises em pacientes críticos sejam feitas na própria UTI. Em 2012 recebeu da Câmara de Vereadores o título de Cidadão Benemérito de Joinville.