Fundação Pró-Rim é destaque no Congresso Brasileiro de Transplantes

De 12 a 15 de outubro acontece no Rio de Janeiro o XIII Congresso Brasileiro de Transplantes, realizado pela Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO). A equipe de transplante da Fundação Pró-Rim participa com representantes da área médica, de enfermagem e psicologia.

Cinco trabalhos foram aprovados para apresentação oral e em forma de pôster. Este ano o grupo também tem a importante missão de expor o Perfil Epidemiológico dos 1000 transplantes realizados pela Fundação Pró-Rim em parceria com os hospitais  de Joinville.

As enfermeiras Elviani Basso Moura e Denise Bizzi Guterres estão entre os autores e adiantaram que a pesquisa buscou identificar tanto os aspectos dos transplantados quanto dos doadores. Também participaram a Dra. Luciane Mônica Deboni, Dr. Jean Guterres, Dr. Marcos Vieira, Dr. Hercilio da Luz, Dr. José Aluísio Vieira, a psicóloga Rosa Maria Gasparino e a enfermeira Jacemir Samerdak.

A médica e responsável pelo Transplante Renal da Pró-Rim, Dra. Luciane Deboni também foi convidada pela comissão organizadora do evento para participar como moderadora do Simpósio “Dilemas éticos e bioéticos na doação de órgãos e tecidos para transplantes”. E convidada como “speaker” do Laboratório Novartis para falar sobre sessão TransAgora “Estratégias imunossupressoras com indução de Basiliximabe”, com a participação do Dr. Helio Tedesco e Dr. Euler Lasmar.

O Congresso Brasileiro trará várias modalidades de apresentações, inclusive com palestrantes internacionais. Um importante evento sobre o futuro do transplante e desenvolvimento de novas alternativas.

Confira os trabalhos que serão levados pela equipe da Pró-Rim

Causas de Conversão para Everolimo em um Ambulatório de Pós-TxR.
Autores: Elviani Basso Moura, Denise Bizzi Guterres, Dra. Luciane Deboni, Dr. Marcos Alexandre Vieira, Dr. José Aluísio Vieira, Dr. Hercilio Alexandre da Luz Filho


Internação Hospitalar: Comparativo entre pacientes em lista de transplante renal e pacientes que não estão em lista de transplante renal
Autores: Rosa Maria Gasparino da Silva, Gislene Carla Erbs, Terezinha de Jesus Cordeiro Lourenço, Darci Souza Santos, Solange Imnhof, Flavia Barbosa Martins, Vania Cecília Grossel, Sarita Cardoso Batista, Danieli Gomes Teixeira, Amanda Gassenferth, Dra. Luciane Mônica Deboni, Denise Teresinha Bizzi Guterres, Elviani Basso Moura, Dr. Marcos Alexandre Vieira, Dr. Hercilo Alexandre da Luz filho, Dr. José Aluísio Vieira


Perfil Epidemiológico dos doadores em 1000 transplantes renais realizados em uma instituição no estado de SC
Autores: Denise Teresinha Bizzi Guterres, Elviani Basso Moura, Luciane Monica Deboni, Dr. Jean Cristovão Guterres, Dr. Marcos Alexandre Vieira, Dr. Hercilio Alexandre da Luz Filho, Dr. Jose Aluisio Vieira, Rosa Maria Gasparino da Silva, Jacemir Samerdak


O Perfil Epidemiológico de 1000 transplantes renais realizados em uma instituição no estado de SC.
Autores: Elviani Basso Moura, Denise Bizzi Guterres, Dra. Luciane Deboni, Dr. Marcos Alexandre Vieira, Dr. José Aluísio Vieira, Dr. Hercilio Alexandre da Luz Filho, Jacemir Samerdak
 
Perfil da ITU em 2 anos de seguimento no Ambulatório de Pós-Tx
Autores: Denise Teresinha Bizzi Guterres, Elviani Basso Moura, Dra. Luciane Monica Deboni, Dr. Jean Cristovão Guterres, Dr. Marcos Alexandre Vieira, Dr. Hercilio Alexandre da Luz Filho, Dr. José Aluisio Vieira
 
Os primeiros 1000 transplantes da Pró-Rim
Pesquisa será exposta no Congresso Brasileiro de Transplantes

A equipe multidisciplinar da Fundação Pró-Rim está participando do Congresso Brasileiro de Transplantes, promovido pela Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO).
Sempre presente no evento, que acontece de dois em dois anos, nesta edição o grupo levou cinco trabalhos, entre eles o Perfil Epidemiológico dos 1000 transplantes realizados pela Fundação Pró-Rim com apoio do Hospital Municipal São José.

A Fundação Pró-Rim é uma das poucas instituições não universitária a atingir a marca de 1000 transplantes de rins e este marco representa a qualidade dos serviços e a capacidade de atender pacientes de várias regiões do Brasil.

O perfil epidemiológico traz dados interessantes e curiosos. Dos pacientes que realizaram transplantes renais nestes 34 anos, 61,6% são homens e 38,4% mulheres, a maioria na faixa etária entre 41 e 60 anos. No perfil dos doadores, a doação entre vivos chegou a 38,7% do total, e os irmãos são os que mais doam 50,9%. 55,4% são do sexo masculino, na faixa etária de 38 anos.

O transplante com doador falecido ocupa 61,3% do resultado e representa a importância da conscientização entre as famílias sobre a doação de órgãos.

“São poucos os centros que tem este elevado número de transplantes de rim e isso representa a capacidade da Fundação Pró-Rim e de toda equipe na realização das cirurgias. É uma satisfação ter chegado até aqui e vencido as dificuldades”, destacou o presidente da Fundação Dr. Hercilio da Luz Filho, que também estará em congresso.