Dieta é coisa pra macho!

É cada vez maior o número de homens preocupados com a saúde. Não basta mais estar na academia e ‘puxar ferro’. Agora o que eles querem também é garantir uma vida mais saudável com alimentação equilibrada. Veja a história de dois homens que mudaram o estilo de vida e hoje garantem, além da redução de peso, uma vida mais equilibrada

 

Dados divulgados pelo Ministério da Saúde revelam que 51% da população brasileira está acima do peso. E desses, os homens são a maioria, respondendo por 54% da parcela. Mas onde está o erro? Para Brunna Reis, nutricionista do Dietas Delivery, “está na má alimentação como primeiro fator. A correria do dia a dia, a rotina e a pressão se agravam quando não seguimos uma alimentação balanceada”. É a história desses dois homens que, embora em faixa etária diferente, mostram que é necessário ter o primeiro passo.

É o que conta Antonio Augusto Couto, engenheiro, que aos 54 anos passou por um grande susto: o infarto. “Eu fazia exercício físico regularmente, mas estava com excesso de peso devido à má alimentação. Não tomava café da manhã, só almoçava e jantava muito tarde. O que me prejudicou muito”.

Em abril deste ano foi que tudo mudou. “Tive um infarto e depois disso pesquisei na internet empresa que fornecesse refeições balanceadas com dieta controlada”.

A primeira dificuldade de Couto foi se acostumar a comer mais vezes durante o dia, em porções menores. “Reduzi 10 kgs em dois meses e me acostumei com a alimentação mais controlada e menos espaçada”. Saldo positivo para a saúde do engenheiro, que planeja iniciar um treinamento que permita perder mais gordura e aumente sua massa muscular.

Como inspiração para outros, Couto destaca que “minha tendência era achar impossível ter essa reeducação alimentar pela falta de tempo e excesso de atividade. Na necessidade após o infarto eu consegui e isso não foi tão complicado. É necessário ter determinação que infelizmente a gente só tem quando a situação se complica”, reflete.

Outra história de superação é a de Flávio de Melo, 28 anos, analista de infraestrutura.

Ele praticava a ‘peladinha’ uma vez por semana com amigos, mas nada que considerasse atividade física. “Além disso, minhas refeições eram desreguladas, sem horário certo e com longos períodos em jejum. Ou seja, totalmente inadequado” e completa. “Foi quando fiz alguns exames e o médico me informou que eu estava com colesterol limítrofe, triglicérides muito alta, baixa resistência e o excesso de peso”. Para ele, o primeiro passo foi aceitar que a má alimentação e o estilo de vida estavam prejudicando sua saúde.

Então ele investiu no programa de entrega de refeição saudáveis e personalizadas do Dietas Delivery. “Estou há três meses com esse programa específico para meu estilo de vida e já emagreci 10 quilos. Tenho muito mais disposição, energia. Meu sistema imunológico está fortalecido e não tenho mais a sensação de ‘cheio’ após as refeições”.

Como próximo passo Flávio pretende continuar com a reeducação alimentar e aumentar sua frequência nos exercícios físicos. E para quem ainda não começou ele deixa a mensagem de motivação. “É mais fácil do que parece. Com dedicação e determinação você logo verá os benefícios em seu corpo e na sua saúde”.

Brunna Reis, nutricionista do Dietas Delivery destaca que “é fundamental alinhar a dieta de acordo com seu estilo de vida, sua condição atual de saúde e histórico familiar. Não existe fórmula pronta ou milagre. É determinação e foco em sua saúde, em primeiro lugar”, finaliza a nutricionista do Dietas Delivery, especializado na entrega de refeições balanceadas com programa personalizado de dieta.

 

Sobre o Dietas Delivery (www.dietasdelivery.com.br) – No mercado desde 2010, a empresa é especializada na entrega delivery de alimentos nutritivos para auxiliar a perda de peso, reeducação alimentar e manter a saúde. Dietas Delivery trabalha com ingredientes selecionados, de características funcionais (que trazem benefícios ao organismo) e alimentos orgânicos. A empresa conta com profissionais especializados entre nutricionistas e preparadores físicos.